terça-feira, 22 de novembro de 2011

° ÁRVORES CRIATIVAS

A ÁRVORE E O SOL
A árvore torta
Comemora isolada
Na vastidão
Por segundos
O privilégio
De acalentar entre os galhos
O sol nascente,
A maior luz do mundo.
Mas ao fim do dia,
Quando ele morre poente,
Ela se desfolha triste
Porque insiste
Que não o acalentou o suficiente.
                                                                 (JJLeandro)
Fonte: http://jjleandro-jjleandro.blogspot.com/

° MOSAICO

Pilastras revestidas com cones de argila coloridos e fixados em massa, na Mesopotâmia de antes de Cristo, parecem ser o primeiro trabalho de mosaico registrado pela humanidade. Os motivos eram geométricos e revelavam inspiração na arte da tapeçaria.
Já na Macedônia os gregos formavam quadros de pequenos brancos, pretos e de vários tons de vermelho com cenas de luta e de caça, além de motivos mitológicos. Na antiguidade romana, pavimentos em zonas nobres feitos de mármore ou terracota têm registros na história. A partir de 40 a.C. a Itália torna-se o maior centro de produção de mosaicos. Ele era utilizado principalmente em motivos religiosos, revestindo pisos e paredes.
No Brasil o mosaico foi utilizado por Cândido Portinari, Di Cavalcanti e Tomie Ohtake em diversas de suas obras. Ele ainda é utilizado, principalmente na construção civil em imensos painéis, na decoração de piscinas e em pisos e paredes dos mais diversos ambientes.
Cada objeto em mosaico é único: o corte de cada pedaço é feito artesanalmente e fica muito difícil repetir as formas utilizadas em um motivo.


º SUPREMATISMO E SEUS RECORTES

O Suprematismo foi um movimento artístico russo, centrado em formas geométricas básicas - particularmente o quadrado e o círculo - e tido como a primeira escola sistemática de pinturas abstratas do movimento moderno.  Seu desenvolvimento foi iniciado por volta de 1913 pelo pintor Kazimir Malevich.
O manifesto do movimento, Do cubismo ao suprematismo, escrito por Malevich e pelo poeta Mayakovsky, só foi publicado em 1915, e nele o Suprematismo será definido como "a supremacia do puro sentimento". O essencial era a sensibilidade em si mesma, independentemente do meio de origem.
Caracterizou-se, de forma bastante genérica, pela utilização constante de elementos geométricos, cores primárias, fotomontagem e a tipografia sem serifa. O Construtivismo teve influência profunda na arte moderna e no design moderno e está inserido no contexto das vanguardas estéticas européias do início do Século XX. São considerados manifestações influenciadas pelo Construtivismo o De Stijl, as Bauhaus, o Suprematismo, assim como grande parte da vanguarda Russa.