sábado, 19 de abril de 2014

º Curiosidades sobre a Mona Lisa

  • Mona Lisa, com seu enigmático sorriso, foi inspirada em uma modelo viva, Lisa Gherardini, terceira esposa de um rico mercador florentino, Francesco Del Giocondo, 19 anos mais velho.
  • Francesco encomendou um retrato da mulher para pendurá-lo na sala de jantar. Lisa começou a posar em 1503. Leonardo da Vinci levou 4 anos fazendo o trabalho e jamais chegou a concluí-lo como desejava. É que Francesco, impaciente com a demora, proibiu sua mulher de continuar posando e não pagou pela obra. O rei francês Francisco I comprou o quadro para decorar o banheiro e pagou o equivalente a 15,3 quilos de ouro.
  • Há também quem sustente que Leonardo da Vinci teria pintado um quadro de Mona Lisa nua. O quadro e os esboços nunca foram encontrados.
  • Mona Lisa não tinha sobrancelhas. Há diversas versões que explicam o fato. O médico Julio Cruz y Hermida diz, no livro "A Gioconda Vista Por Um Médico ", que a modelo sofria de uma doença chamada alopecia. O mal causa a queda de todos os pêlos do corpo. Também existe uma história que conta que um restaurador desastrado apagou as sobrancelhas ao usar um solvente muito forte na obra. Mas a justificativa mais aceita é que Mona Lisa raspava os pêlos do rosto, como era costume na renascença.
  • O quadro tem 77 centímetros de altura por 53 de largura e foi pintado em madeira de álamo.
  • A técnica usada pelo pintor para imprimir um ar misterioso à jovem retratada se chama sfumato(esfumaçado). Já foi feita uma versão mais clara da obra e comprovou-se que ela perde toda sua profundidade e beleza.
  •  Segundo o biógrafo Giorgio Vasari, Leonardo chamou músicos e bufões para tocar em seu estúdio, na tentativa de arrancar um sorriso de sua modelo. Na época, não era apropriado uma moça sorrir demais.
  • Em 2005, o quadro foi transferido para uma sala especialmente construída para ele no Museu do Louvre, em Paris (França). O recinto, que conta com holofotes especiais, custou cerca de 16 milhões de reais e demorou quatro anos para ficar pronto. Antes, a tela de Da Vinci ficava no setor de pinturas italianas.
  • Pesquisadores da Universidade de Amsterdã (Holanda) aplicaram sob a obra um programa de "reconhecimento de emoções". O software concluiu que a modelo retratada estava 83% feliz, 9% entediada, 6% atemorizada e 2% enfadada.
  • Especialistas do Centro de Pesquisa e Restauração do Museu da França chegaram a conclusão de que Mona Lisa poderia estar grávida quando o quadro foi pintado. Eles descobriram, por meio de raios infravermelhos, que o pintor modificou a obra diversas vezes. A Mona Lisa inicial usava um vestido fino feito de gaze, vestimenta comum para mulheres grávidas da época.  
  • Em 2011, pesquisadores italianos afirmaram que a pintura foi baseada em um assistente chamado Salai, que trabalhou com Leonardo da Vinci por 25 anos e foi modelo para vários quadros.
  • Eles sustentam a afirmação dizendo que os homens nas pinturas São João Batista e Angelo Incarnato têm nariz e boca semelhantes aos de Mona Lisa. Também afirmam que da Vinci deixou pintadas nos olhos de Mona Lisa minúsculas letras "L", de Leonardo, e "S", de Salai.
  • Leonardo da Vinci era canhoto e, numa época em que os canhotos eram tidos como enviados do diabo, a teimosia de Leonardoi em continuar a escrever com a mão esquerda foi causa de alguns dissabores. Além disso, Leonardo escrevia também da direita para a esquerda, sendo apenas possível a leitura dos seus textos em frente a um espelho.
  • Outra marca de Leonardo é deixar incompletas muitas de suas obras; a Mona Lisa demorou cerca de quatro anos para ficar pronta. A tela viajou com o pintor por muitas cidades, e permaneceu na corte francesa após sua morte. Em 1793, foi para o acervo do museu do Louvre e em 1911 foi roubada. O quadro reapareceu anos depois na Itália, pelas mãos de um pintor nacionalista que quis devolver a obra à sua pátria de origem. Foi este episódio que trouxe grande fama à Gioconda.
  • Foi uma das primeiras pinturas em tela destinada a ser pendurada em parede, realizando plenamente o potencial do novo veículo: a tela.     

Fonte: